domingo, 31 de julho de 2011

Resenha: A Janela de Overton

Título Original: The Overton Window
Autor: Glenn Beck
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384



Sinopse: Uma conspiração contra os EUA vem sendo preparada há cem anos, e agora está prestes a ser colocada em prática...Alguém será capaz de impedi-la?
E se você descobrisse que tudo em você acreditou até hoje não passa de uma grande farsa? Que a roupa que você veste todos os dias pela manhã, assim como o carro que você dirige não são escolhas suas? Que o governante que você elegeu na última eleição para comandar sua cidade e seu país também não depende de você? E se chegasse à conclusão de que toda a autonomia e livre-arbítrio que você julga ter, na verdade, atendem a um outro comando que não as suas ideias e a sua própria vontade?

Resenha: A Janela de Overton é o típico livro em que se espera mais do que se recebe. Pela sinopse, imaginamos uma história/romance de tirar o fôlego, de embaralhar e mudar toda sua forma de pensar a respeito de vários assuntos. Mas, o que se encontra na verdade não passa de um romancezinho bobo em meio à teorias conspiratórias que, sendo verdadeiras ou não, não combinam no todo.
A Janela de Overton conta a história de Noah Gardner, filho de um rico e ambicioso empresário das Relações Públicas, este responsável por mudar ou acrescentar uma imagem pública desejada por seus clientes, nem que para isso tenha que mudar e/ou acrescentar ideias na cabeça das massas. Isso significa, basicamente, moldar a opinião pública e o senso comum.
Até que um dia Noah conhece a charmosa Molly, uma jovem revolucionária que quer mudar seu país e livrar-lhe dessas imposições e conspirações. Noah, que nunca havia se questionado sobre seu trabalho, começa a conhecer melhor o outro lado da história, o lado das massas manipuladas. Ele então decide trilhar os caminhos de Molly, ao mesmo tempo que é arrebatado por uma imensa paixão. Mas esse caminho será tortuoso, pois Noah está agora lidando com assuntos perigosos, além de ir justamente contra àquilo que seu pai faz.
A história se dá basicamente assim, com Noah meio que entrando para o lado dos revolucionários, meio que continuando no seu mundo, até que tudo "meio que se acaba". Sim, exatamente isso, tudo "meio que se acaba". É difícil explicar isso, principalmente sem dar nenhum spoiler.
O fato é que o final é ao mesmo tempo surpreendente e besta. Ou, surpreendente e extraordinário, dependendo do gosto.
Recomendo esse livro apenas pelo fato de que a leitura é gostosa, deixando uma vontade de saber logo o que vai acontecer.

4 comentários:

Elisandra disse...

Nossa Nai depois de ler sua resenha fiquei até com medo de ler o livro....kkkkk...mas gostei da sua opinião sincera...\o/...nossa eu espera resenhas mais inspiradoras depois de todo o lançamento que foi esse livro, mas pelo jeito por enquanto foi só visual mesmo....bem antes de pensar em ler ou comprar, vou ler mais resenhas por ai..beijokas elis

http://amagiareal.blogspot.com/

Robson Batt disse...

Legal a resenha! Eu estava com grandes expectativas quanto a esse livro. Já vi que não preciso ter tanta pressa em lê-lo.
Parabéns pelo blog! Estou seguindo-o. Bjs

robsonbatt.blogspot.com

Tici disse...

Não tenho vontade de ler esse livro, sua resenha esta boa, mas ainda não tenho vontade de ler..
Acho que pela história do livro eu não consigo fazer despertar essa vontade.. Gosto de romance, mas não sei ainda o motivo pelo qual não me senti atraída por esse livro, mas talvez eu leia..

Bjs.
Tici- ObsessionValley

Alinne Lopez disse...

Adorei o blog e já estou seguindo.
Muito boa a resenha, mas confesso que tenho um pé atrás com este livro...Não sei se me agradaria. Portanto preferi ler outros e deixar ele no final da lista.
Se quiser conhecer e seguir o meu blog será muito bem-vinda.
Bjos.

http://booksedesenhos.bogspot.com

Postar um comentário