domingo, 12 de junho de 2011

Resenha: Querido John

Sinopse: Quando Savannah Lynn Curtis entra em sua vida, John Tyree sabe que esta pronto para começar de novo. Ele, um jovem rebelde, se alista no exército logo após terminar a escola, sem saber o que faria de sua vida. Então, durante sua licença, ele conhece Savannah, a garota de seus sonhos. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah jure esperá-lo concluir seus deveres militares. Mas ninguém pode prever que os atentados de 11 de Setembro pudessem mudar o mundo todo. E como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu amor por Savannah e seu país. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, John descobre como o amor pode transformar as pessoas de uma forma que jamais poderia imaginar.

Resenha: John, um jovem sem muito rumo na vida, vivia com seu pai, um homem de poucas palavras e afetos, mas que sempre cuidou de John, desde que sua mãe se fora. John nunca se importou muito com os estudos, terminou o Ensino Médio e varou pela vida sem rumo, trabalhando de tempos em tempos em lugares os quais não gostava. Até então vinha compartilhando da alegria em colecionar moedas que seu pai tinha e que, para ele, eram a vida. Mas John se rebela, não vê mais sentido naquilo e diz a seu pai que não queria mais colecionar, pois era uma bobagem. Seu pai, como sempre, não diz nada, mas desde então nunca mais tocou no assunto. Vendo sua vida ir a lugar algum, John decide alistar-se no exército, em busca de um rumo. Passa alguns anos fora e, quando em uma de suas folgas volta para sua cidade, conhece a bela Savannah, por quem se apaixona. Mas John vê-se em uma encruzilhada: voltar para a Europa e continuar servindo o exército, ou ficar e viver esse grande amor? A partir daqui é spoiler para quem não leu, mas o fato é que é essa escolha que decide o rumo de toda a trama. Eu, na verdade, achei o livro mediano. Não que seja ruim, na verdade é bom para quem gosta do estilo, mas eu não curto muito esses tipos romances, prefiro algo mais profundo. Mas de qualquer forma é uma boa dica de leitura para aqueles românticos que adoram chorar lendo histórias de apaixonados =)

5 comentários:

Elisandra disse...

Bem acho que sou uma romantica que ama chorar lendo livros....kkkk...então eu sei que vou amar essa história....afinal gostos, cores e amores não se discutem.....boa semana...beijoaks elis!!!

http://amagiareal.blogspot.com/

Tici disse...

Como você disse no final da resenha... eu sou uma romântica que chora lendo livros, mas confesso que chorei mais nas partes dele com o pai.. Achei mais sentimental essas partes do que as dele com a Savannah. Também fiz resenha para ele lá no blog.

Bjs.
Tici- ObsessionValley

Maria Clara disse...

Esse livro é muito lindo *_* !
Eu não conhecia seu blog , to vendo que ele é novo mas já está muito bem estruturado ,parabéns..
muito sucesso!
Beijos
Clara
Os livros de Clara

Bruno Brito Andrade disse...

Olha eu gostei muito do livro, muito mesmo. Foi o primeiro livro do Nicholas Sparks que eu li. E me emocionei bastante. E digo que o romance principal não foi o que me emocionou e sim a relação entre pai e filho. Recomendo demais!
Parabéns pela resenha =]

Maritza Bom disse...

Oii...
ainda não li nenhum livro do Nicholas Sparks, mas vou ler!! adorei a resenha, com certeza me deixou ainda + ansiosa!!!

Bjo!

http://prologodaleitura.blogspot.com/

Postar um comentário